E o primeiro filme de 2015 foi…

Standard
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=K-puG2nWcO4]

Este filme tinha red flags all over the place. E tinha também o Jack Bauer em farda romana e o Jon Snow sem as malfadadas peles. Adivinhem lá quem ganhou…

Long story short, you should watch it ONLY for the eye candy, independentemente do género (I have an official girl crush on Emily Blunting since yesterday only because of this screen waste). O problema são mesmo os diálogos… e o plot… mas hey, pelo menos há uma montanha a cuspir fogo! De forma pouco credível, admito, mas apocalipses são fixes independentemente da credibilidade, right?

Eu não aconselho, mas se querem realmente dar uma oportunidade ao filme, vê-lo em mute pode resolver o problema.

Anúncios

Dracula Untold, ou the coolest bat effect evah!

Standard

Levei algum tempo a decidir-me a fazer review deste filme, porque eu e filmes do Drácula temos relações controversas (eu adoro o livro de Mr. Stoker, portanto percebem as alergias que tenho a encontros entre o mesmo e Hollywood) mas há necessidade desesperada de tal. Pasmem-se portanto, quando eu, sentadinha à espera de ver um filme que me ia arruinar os nervos de tão mau, me deparo com algo que… bem, não é mau de todo!… Damn it, tendo os outros como referência isto é quase uma obra prima!

Continue a ler

Lucy [2014], uma…erm…review

Standard

Para os que não se querem dar ao trabalho de ler o resto do post com a minha (claramente assumida tentativa de) review de Lucy, de Luc Besson, aqui vai um gif do Morgan Freeman que basicamente sintetiza o meu ponto de vista.

MorganFreeman-bobbing

(Havia um ainda mais perfeito no próprio filme, mas não encontrei uma versão com qualidade suficiente para fazer o gif. *sad me*)

Os restantes que queiram acompanhar o meu rant façam o favor de clicar!

Continue a ler

O filme do texugo fal… err… Guardiões da Galáxia [2014]

Standard

 

Onde um texugo falante, uma árvore trivocabulária, uma gaja verde, um gajo grande como um armário e que interpreta as coisas demasiado literalmente e um humano com um nome de super-herói que não cola lá muito bem se juntam para salvar o mundo.

…E depois dizem que filmes com protagonistas femininas é que são estranhos…

Continue a ler